Ele é a cara de São Paulo

Ele é a cara de São Paulo

 

    E o governador José Serra que disse que a gripe suína se transmite quando as crianças beijam os porquinhos é candidato tucano à sucessão de Lula. Cruz Credo...

14-05-2009

Paulo Henrique Amorim

São Paulo dos tucanos teve uma noite de Rio

. Faz parte da ideologia tucana de São Paulo, expressa no PiG (*), satanizar o Rio.

. O Rio é mais pobre.

. O Rio tem mais negros.

. O Rio é populista, onde o Lula vence a eleição com 80% dos votos.

. No Rio, a favela fica encravada nos bairros da Zona Sul – e, portanto, à mostra.

. O Rio foi capital federal, fica à beira mar, no porto, e é mais cosmopolita.

. O Rio enxerga o Brasil, quando se vira para cima ou para baixo.

. São Paulo não vê o mar.

. Quando São Paulo se tornou metrópole, o Rio já tinha deixado de ser.

. São Paulo não tem identidade.

. Quem fala, canta São Paulo ?

. São Paulo muda de bairro a cada dez anos, e destrói o que fica para trás.

. A educação em São Paulo é uma das piores do Brasil.

. A imprensa de São Paulo é uma das piores do mundo.

. São Paulo é elitista e sua elite, separatista – São Paulo não pensa o Brasil, dizia o dr. Tancredo.

. O Trópico de Capricórnio corta São Paulo ao meio e São Paulo pensa que mora em Milão.

. Só em São Paulo os tucanos mandam no pedaço.

. No Rio, o último tucano aderiu.

. O deputado federal mais votado de São Paulo é Paulo Maluf.

. São Paulo pensa em São Paulo – e acha que São Paulo contém todo o Brasil.

. O que é bom para São Paulo é bom para o Brasil …

. Onde se vende mais automóvel – no Rio ou em São Paulo ?

. Onde se vende mais CD da Ivete Sangalo ? – no Rio ou em São Paulo ?

. Onde se vende mais Viagra – no Rio ou em São Paulo ?

. E o PiG (*) vem me dizer que no Rio se vende mais cocaína do que em São Paulo …

. O que se viu ontem na cidade de São Paulo, uma batalha campal entre a polícia tucana – irremediavelmente inepta - e os traficantes é uma cena corriqueira.

. Clique aqui para ler

. O tráfico manda na periferia de São Paulo.

. Só que o tráfico de São Paulo habita em Soweto.

. A elite branca não vê.

. O tráfico de São Paulo se organiza da cadeia, é o PCC.

. Em nenhuma outra cidade do mundo o crime se organiza DENTRO da cadeia.

. Em São Paulo, sim.

. O que aconteceu ontem em São Paulo foi a exacerbação de uma rotina – a batalha diuturna entre o tráfico e a PM.

. Isso, quando a coisa fica feia, sai na televisão, e a Polícia de São Paulo resolve combater o tráfico.

. O especialista na matéria, o colombiano Abadia, disse que a melhor maneira de combater o tráfico em São Paulo era fechar a delegacia de combate ao trafico.

. O drama da contaminação das comunidades pobres pelo trafico é um fenômeno que invadiu as metrópoles brasileiras.

. São Paulo não é melhor nem pior.

. Provavelmente é pior.

. Só que faz de conta que é melhor.

. E pensa que ilude o resto do Brasil.

________________________________________________________________________________________________________________________________

Deu no blog Viomundo.com.br de Luiz Carlos Azenha

O circo imundo de horrores

Atualizado e Publicado em 23 de março de 2009 às 19:33

por José Arbex Jr.

    Bombas de fósforo branco israelenses queimam palestinos em Gaza; balas perdidas executam crianças no Rio; guerras civis assassinam dezenas de milhares de seres humanos em Darfur. Em todo o planeta, desigualdades sociais produzem o inimaginável: 1 bilhão de seres humanos vive abaixo do nível de miséria, vítima da fome, da subnutrição e das epidemias que se alastram sem encontrar resistência nos corpos ressecados e combalidos.

    Mais de 30 mil crianças morrem por dia, em todo o mundo, como resultado de doenças associadas à subnutrição, segundo estatísticas divulgadas pela ONU. Isso equivale, diariamente, a dez vezes o número total de vítimas do atentado contra o World Trade Center, considerado pela mídia "o maior atentado terrorista da história". Cerca de 38 milhões de refugiados de guerra abarrotam os campos miseráveis da ONU, à espera diária de uma dose mínima de alimentos e remédios, mas destituídos de esperança no futuro. Vegetam, apenas. O novo dado sinistro: os refugiados agora são também produzidos por crescentes desastres ambientais, que ameaçam expulsar milhões de seus locais de origem.

    Enquanto isso, um único banqueiro espertalhão dá um golpe de 50 bilhões de dólares em Nova York; restaurantes em São Paulo cobram milhares de reais por uma garrafa de vinho; as diárias de hotéis em Dubai, novo paraíso dos "ricos e famosos", superam os 20 mil dólares; um jovem jogador de futebol que, até ontem, brincava com os amigos nas praias de Santos paga agora, só de multa, a soma de 1 milhão de dólares, valor considerado normal no circuito bilionário do futebol europeu. Ah, sim, e os astros de Hollywood ganham 20 milhões de dólares para participar da dose cotidiana da indústria da hipnose que torna a vida mais suportável. E nunca se gastou tanto em armas, drogas e entretenimento - das megaproduções cinematográficas às copas e olimpíadas mundiais.

    (Por vezes, o delírio dos atores de Hollywood atinge tal proporção que eles passam a assumir na "vida real" o papel que lhes é reservado na tela. Logo após o ataque dos Estados Unidos ao Iraque, em 2003, o brutalhão Bruce Willys, especializado em interpretar héroi de filmes de guerra, chegou a oferecer 1 milhão de dólares a quem oferecesse pistas sobre o paradeiro de Saddam Hussein. Pobre idiota!)

    A opulência do mundo espetacular é a contrapartida necessária à miséria do mundo "normal", das pessoas comuns e anônimas que jamais alcançarão seus quinze minutos de fama. É necessário circo, muito circo, mesmo quando não há pão. É o circo que embrutece, hipnotiza, atiça o desejo, mobiliza a libido, prepara o animal para a guerra, naturaliza o absurdo. É normal que a herdeira Paris Hilton gaste milhões em festas, viagens e orgias na companhia de amigas como Britney Spears, tanto quanto é desejável participar desse mundo frenético de brilhos e festas. É razoável que modelos ganhem milhões para exibir o corpo em passarelas. E, por que não, é justo que um piloto ganhe fábulas para cometer a proeza de andar cada vez mais rapidamente para chegar ao mesmo lugar de onde saiu. Resta ao comum dos mortais consumir as fofocas divulgadas por programas e revistas especializadas, projetando em seus ídolos os desejos que não pode realizar aqui fora, no monótono e ridículo mundinho real.

    No mundo do circo, o palco colorido e devidamente iluminado - não importa se é o estúdio televisivo ou a página impecavelmente diagramada de um jornal -, com tudo arrumado e colocado em seus devidos lugares, eliminados o caos e a desordem do mundo real, é possível ao apresentador , ao artista, à personalidade, ao especialista proclamar aproximadamente qualquer absurdo, que tudo passa no ritmo frenético do videoclipe: das "armas cirúrgicas que não matam seres humanos" ao "vale tudo por dinheiro", dos "terroristas palestinos" cujo crime é lutar em defesa de sua própria terra ao "tapinha que não dói", das festas suntuosas às favelas miseráveis tudo é mostrado em seqüências planas, "naturais", como se a vida fosse isso mesmo: um amontoado sucessivo de cenas cujo sentido é dado pelos ícones midiáticos que tudo explicam e nos acalmam.

    Os ícones do novo mundo circense midiático ocupam os lugares que antigamente eram propriedade dos deuses do Olimpo. São eles que explicam o mundo, iluminam o que merece aparecer, jogam à obscuridade o dejeto, o lixo, o resto. A cantora Madonna tinha consciência disso quando, ao declarar publicamente o seu desejo pelo então relativamente desconhecido ator espanhol Antônio Banderas, afirmou que, apenas com essa declaração, havia dado a ele um presente que valia milhões de dólares. De fato, ungido pelo olhar da multimilionária máquina Madonna, Banderas foi rapidamente "capturado" pelo Olimpo Hollywood e hoje faz parte da engrenagem. Atrás do sonho, um garoto de 14 anos sai clandestinamente de seu país, na África, passa três dias sem comer nem beber nos porões de um navio animado pelo sonho de chegar ao Brasil e virar estrela de futebol.

    Barack Obama é o mais novo pop star. Seu sorriso, a ginga de seu corpo e a sua história de vida enchem de confiança os miseráveis dos Estados Unidos, dos vários continentes e até alguns palestinos em Gaza. Mas há um limite para tudo isso. As engrenagens da barbárie continuam em ação, e o mundo se encaminha para um esgotamento. O circo pode adiar a explosão, mas não resolve a crise. É impossível saber quando se dará o ponto de basta, isto é, o momento em que o processo de desagregação da humanidade atingirá o seu ponto de ruptura. Mas ele acontecerá, inevitavelmente. Não é infinita a quantidade de horror que a humanidade pode suportar.

José Arbex Jr. é jornalista.

Fonte: Edição impressa da Caros Amigos - número 144 - março de 2009

Comente este texto

Data 08/04/2009
De O ASSALTADO
Assunto Jairo Alves

O presidente da radio comunitária junto com outros q la estção, devem prestação de contas do """magnífico"" carnaval. Pois, declarou que as desepesas foram de R$ 7.500,00. Quando na verdade o prefeito deu cerca de R$ 11.500,00. O mesmo deixou de dividir e pagar esse montante às bandas, e seus colegas de radio. só que passou a perna em todos. Para melhores esclarecimentos procurem Marcos Sena ou Nunes, pois a discordia e a saida dos deles foi devido a esperteza do Jairinho o vendidinho a EdMaurinho.

Data 03/04/2009
De antonio pena
Assunto estamos com saudades

Saudades do tempo de José Mauro vamos chorrar

Data 03/04/2009
De antonio pena
Assunto estamos com saudades

Saudades do tempo de José Mauro vamos chorrar

Data 04/04/2009
De Peninha
Assunto Re:estamos com saudades

Voce tem que sr internado louco.Com Edvaldo Queimadas ta acabada, com
José Mauro Queimadas estará acabada mil vezes

Data 03/04/2009
De manoel do alto
Assunto se eganamos

nos tinhamos uma fé no dr. Edivaldo, porque nos já fomos enganados anteriormente demos uma chance ao dr. assim como demos a maurinho, mas nada esta mudado o vice estar com todo poder nas suas maos, se achando o dono de queimadas mas se esqueceu do seu passado politico, cuidado cidadão todos os dias olhe o passado do dia anterior, vc. pode enganar a nos queimadenses mais nunca vai enganar a DEUS, a justiça tarda mais não falha.

Data 03/04/2009
De Zezão
Assunto Re:se eganamos

Eu não entendo vcs pq se Cesar trabalha em parceria com o Dr Edivaldo vcs falam se brigar vcs falam entao exponha sua opiniao o que ele deve fazer ! ganhar sem trabahar ?

Data 01/05/2009
De Mané do Peixe
Assunto Re:se eganamos

Manoel cuidado tb com a ratuagem que rouba na educação!!!!!!!!!!!!!!!!

 

© 2008 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode