Comente este texto

Data 03/02/2017
De Robson da Fonseca Costa
Assunto Morte De Lampião

Tenho hoje 46 anos moro em Camaçari-Ba e desde menino sempre tive curiosidade pelo assunto cangaço. trabalhei nos anos 90, no antigo Banco Real e através disso fiz amizade com um funcionário do Bando do Brasil, transferido de Alagoas. Certa feita tínhamos marcado um Jogo de futebol e ao entrar no meu carro ele viu um livro que eu tinha "Lampião Seu Tempo e Seu Reinado", e puxou conversa sobre o assunto. Segundo ele, seu avô tinha uma grande fazenda no município de Santana do Ipanema-AL e conheceu lampião. Me levou para conhecer um Senhor que ele tinha encontrado aqui na minha cidade, quando este foi receber benefício no Banco. Esse senhor era filho de um empregado da fazenda. Vamos a história: Chegando lá esse senhor de poucas palavras me disse que certa vez, foi chamado pelo seu pai para ir até a varanda do casarão, lá estavam o dono da fazenda, seu pai e dois senhores, ele foi apresentado ao que estava sentado usando um óculos escuros, de camisa branca cumprida e chapéu de couro e sapatos pretos. Retornando logo após os seus trabalhos. Pala noite deitado numa rede, ele perguntou ao seu pai quem era aquele Senhor, o Pai não respondeu e pediu que ele fosse dormir, como ele insistiu o pai então resolveu contar. Antes disse que enquanto ele (Pai) estivesse vivo, não comentasse isso para ninguém. Foi então que seu Pai revelou que se tratava do Capitão Lampião e que o mesmo tinha ido fazer uma visita ao Patrão. Quando ele perguntou se Lampião não tinha morrido nas bandas de Anjicos, O Pai deu um sorriso de canto da boca e falou; Isso meu filho, ficou para os bobos. Quando completou 18 anos foi embora para São Paulo e nunca mais tocou no assunto.
Se esta história é verídica ou não eu não sei. Na época eu não tinha apesar de gostar do assunto, interesse em datas , nomes , me arrependo disso.

 

© 2008 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode