Comente este texto

Data 12/05/2009
De Cristina
Assunto É desespero?

2009-05-01
DESESPERO

Há um cheiro de desespero no ar
Um cheiro de merda
Que só eu sinto
Há um cheiro de desespero no ar
Um cheiro de morte
Que só eu sinto
Sou o único morto nesse mundo de merda
O único mal-cheiroso
O único merda
À minha volta vejo os sorrisos dos vencedores
Como são felizes, meu Deus!
Como são cheirosos!
O interessante, é que minhas aguçadas narinas
Sentem neles
A mistura dos seus doces perfumes
Com o mesmo cheiro de merda.
Há um cheiro de desespero no ar
Que essa gente estranha e feliz não consegue ocultar
Seus dentes são podres
Sua alma geme e grita de desespero.
Como a minha.
Com a diferença que eles são felizes,
Eu, desesperado.
O único desesperado do mundo

 

© 2008 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode